terça-feira, 26 de março de 2013

Combustível



Ela é meu combustível. Sempre que me vejo numa situação onde só a minha vontade não é suficiente, é nela que encontro forças para fazer o que deve ser feito. É meio religioso, eu sei, mas só meio. Infelizmente a fé não me dá o que eu preciso (ou pelo menos acho que preciso) ter para fazer certos tipos de coisas.
Também tem o lance de eu sempre prefirir ser o bad boy. Nunca consegui ser um verdadeiro, creio que tenho muita música romântica na veia e muita nerdice no coração para ser mal. Só que isso nunca me impediu de tentar. E de vez em quando eu consigo não ser o coração partido da situação.
Mas por mais que ela seja meu combustível, ela é nociva para mim. Se deixa-la acumulando por aqui posso acabar causando um desastre. Então sempre tento queimá-la, para que com isso eu consiga ficar mais em paz comigo. Eu sou um carro velho para o meu combustível, bebo muito dele. E assim, mesmo sendo carro, sou meu motorista também, e como todo mortal, nem sempre consigo gastar todo o combustível que tenho de uma vez.

fearg ar mo breosla!

Nenhum comentário:

Postar um comentário