sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Sonho



Beijo muitas bocas
Brinco com muitas línguas
Preferia ter cordas roucas
Após algumas brigas
A vadiagem não me serve
O amor livre não convence
Que o vento preto me preserve
Pois o pós-mordernismo não me vence.

O sertão é mais bonito
Uma rede e uma queridinha
Pois da vida eu sou perito
Só um amor e uma cervejinha
E tudo vai se resolvendo
E do fogo vem fogueira
Caso contrário as coisas vão acontecendo
Confundo quinta e sexta-feira

Mas na real, eu nem ligo tanto assim.

Dá a ideia e divulga.
FALOU!


Nenhum comentário:

Postar um comentário