segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Testemunha De Assassinato



Sábado passado peguei minha Harley Davidson 1948 e fui para a praia com a minha senhora, afim de tomar umas geladas com CASTMCRO. Era uma comemoração especial, já que GOMCRO de Belo Horizonte e Rio de Janeiro foram também com força total para o encontro de João Pessoa. Ao chegar no local, comprimentei todos, e claro, pedi uma estúpidamente gelada para o Pistols, meu pai, que chegara de viagem pela manhã. E depois de muita conversa, ninguém mais conseguiu usar as botas e os coletes e resolvemos cair no mar.Afinal, com tanta coisa acontecendo, é difícil juntar a família e curtir juntos.
Já no mar, minha senhora me chama e me pede para pegar seu óculos de sol e seu prendedor de cabelo.E como bom homem que sou, fui de "bom grado". Andando em direção da barraca, onde o nosso VP ficou para cuidar das nossas coisas, escutei um barulho alto, forte...Um barulho que me lembrou fogos de artifício. "É de dia, quem é o imbecil que estoura fogos de artifícios a essa hora do dia?", pensei. Mas tinha algo diferente no barulho, algo que me lembrava filmes de ação. E, ao olhar para o lado, vejo um cara qualquer se remexendo na areia.Gritando, segurando o peito cheio de sangue com toda a força que podia. Quando me dei conta e olhei ao redor, vi um motoqueiro correndo com uma arma na mão, e percebi que tinha presenciado uma das coisas mais profanas e que se pode acontecer: a mão do homem trazendo a morte ao seu semelhante.
A gente fica vendo morte o dia inteiro no jornal que, quando isso acontece do seu lado,você nem acredita , só pensei em ver se minha senhora, meus pais e meus irmãos estavam okay. Mas foi um negócio tão estranho que eu só pude me sentir imparcial ao que eu vi. Acho que passei tempo demais estudando Weber. E quando eu voltei das férias, escutei durante um mês inteiro coisas como "professor!Como é ver alguém morrendo?". As crianças da escola ficaram meio assustadas, foi engraçado. Mas é compreensível. Afinal, sou uma testemunha de assassinato.


Hey you! Bom, tá aí uma história bem dã, né? Diferente do que eu postei aí embaixo. Isso nasceu de uma mistura de fatos veridicos( ou fatos venéreos, como o meu pai costuma falar) com o fato de eu ter começado a ver novamente Sons Of Anarchy, porque eu tava com saudade de ver gente foda pilotando Harleys...Enfim, comente e divulgue o blog. o homem que comenta vira super-homem, e a mulher vira mulher maravilha, assim dizia o vendedor de ostra em Saviour.
Meu twitter é @blackwind1  e falou

3 comentários:

  1. Isso é tenso ¬¬' , já pensou se o motoqueiro te visse Sensei, vc não estaria aí para postar sua experiência! auhsuahsauhs

    by: Allan S.

    ResponderExcluir
  2. Mas isso foi verdaaaaaaaaaaaade ? :O:O:O

    ResponderExcluir